Obesidade e Gestação

Por Gizele Monteiro

A obesidade e gestação deve ser encarada como um problema para a mãe e seu bebê.

A obesidade durante a gestação é comum?

A obesidade está se tornando uma preocupação crescente entre ambos os sexos e todas as faixas etárias. Em 1962, 13% da população americana foi classificada como obesa. Em 1994, esse número havia aumentado para 23%. No entanto, apenas seis anos depois, em 2000, esse número havia subido para mais de 30%. Hoje, cerca de dois terços dos americanos são considerados com sobrepeso, enquanto um em cada três é obeso. Isso significa que quase 67 milhões de americanos são obesos. Portanto na América, ser obeso tornou-se oficialmente um marcador para a classificação de uma gravidez de alto risco. www.gravidezemforma.com.br

A obesidade pode causar a infertilidade feminina?

De particular interesse para as mulheres em idade fértil são os efeitos que a obesidade pode ter sobre sua saúde reprodutiva. Isto acontece porque as reservas de gordura alteram os níveis de hormônios sexuais que seu corpo produz, tornando-se cada vez mais difícil engravidar.

É importante dizer que o emagrecimento reverte esse quadro. Um programa de exercícios direcionado para a perda de peso e uma dieta adequada auxiliam muito no processo.

Hoje existem profissionais preparados para esse tipo de atendimento nas 2 áreas – educadores físicos (personal gestante) e nutricionistas.

Um programa pré-gravidez direcionado poderá ajudá-la na perda de peso e também na nova vida saudável e em forma para cuidar do seu bebê!

Te esperamos!!!

www.gravidezemforma.com.br

Gizele Monteiro
– Professora de Educação Física e Personal Gestante
– Especialização na UNICAMP
– Mestrado na UNIFESP – Gravidez e Exercício
– Autora do livro Guia Prático de Exercícios para Gestantes
– Diretora do Programa Gravidez em Forma