Core Training no Futebol – Artigo Científico

Estamos em um momento onde o treinamento funcional transita de uma proposta inovadora baseada em experiências práticas para uma proposta com consistência científica. Para aos interessados em conhecer um pouco mais sobre a importância do treinamento core para o esporte, recomendo este artigo orientado pelo meu amigo Prof. Inaldo Freire Cavalcanti, Fisiologista so Sport Clube Recife . Boa leitura.

Core training: análise da eficácia na prevenção de lesões no futebol

Randy Marcos Batista dos Santos*

Fabiana Maria de Vasconcelos Gouveia**

Inaldo Freire Cavalcanti***

Resumo

Objetivos: Este estudo visa analisar as lesões sofridas pelos atletas de futebol profissional do Sport Club do Recife em 2007, relacionando com as de 2008, após a implementação do core training. Métodos: O estudo foi realizado a partir das análises dos prontuários dos atletas de futebol profissional do Sport Club do Recife admitidos no departamento médico nos anos de 2007 e 2008, juntamente com as informações dos treinos, jogos e competições, fornecidas pela comissão técnica. As lesões foram relacionadas de acordo com as temporadas para identificar a atuação do core training na prevenção destas. O core training foi implementado na preparação dos atletas na temporada de 2008, sendo realizado 2 vezes por semana, em média. Após a obtenção dos dados, as informações foram distribuídas em tabelas e gráfico confeccionados nos programas Microsoft Word 2007 e Microsoft Excel 2007, sendo estudados por análise descritiva. Resultados: Durante as temporadas, encontramos 49 lesões em cada ano, com um tempo de exposição a lesões de 595,5 horas e 688,5 horas, respectivamente, incluindo o total de treinos e jogos realizados. Obtivemos uma média de 0,0822 lesões por hora em 2007 e 0,0711 lesões por hora, em 2008, diferindo entre si em 13,50%, com tais dados mostrando um decréscimo nos índices lesionais entre os anos.Discussão e conclusão: As análises dos dados sugerem a eficácia do core training na prevenção de lesões no futebol, uma vez que os índices de lesões decresceram entre as temporadas. Por ser um dos primeiros estudos relacionando as lesões no futebol com a aplicação do core training, novas pesquisas observando amostras maiores, parâmetros diferentes e diversas intensidades dos exercícios são imprescindíveis para ratificar este tipo de intervenção.

Unitermos: Core training. Controle neuromuscular. Futebol. Prevenção

Para o artigo na íntegra clique aqui.