Esteróides Anabolizantes

Definição

Os esteróides anabolizantes, mais conhecidos apenas com o nome de anabolizantes, são drogas relacionadas ao hormônio masculino Testosterona fabricado pelos testículos. Os anabolizantes possuem vários usos clínicos, nos quais sua função principal é a reposição da testosterona nos casos em que, por algum motivo patológico, tenha ocorrido um déficit.

Além desse uso médico, eles têm a propriedade de aumentar os músculos e por esse motivo são muito procurados por atletas ou pessoas que querem melhorar a performance e a aparência física. Segundo especialistas, o problema do abuso dessas drogas não está com o atleta consagrado, mas com aquela “pessoa pequena que é infeliz em ser pequena”. Esse uso estético não é médico, portanto é ilegal e ainda acarreta problemas à saúde.

Os esteróides anabolizantes podem ser tomados na forma de comprimidos ou injeções e seu uso ilícito pode levar o usuário a utilizar centenas de doses a mais do que aquela recomendada pelo médico. Freqüentemente, combinam diferentes esteróides entre si para aumentar a sua efetividade. Outra forma de uso dessas drogas, é toma-las durante 6 a 12 semanas, ou mais e depois parar por várias semanas e recomeçar novamente.

No Brasil não se tem estimativa deste uso ilícito, mas sabe-se que o consumidor preferencial está entre 18 a 34 anos de idade e em geral é do sexo masculino.

Nos USA, em 1994, mais de um milhão de jovens já tinham feito uso de esteróides anabolizantes.

No comércio brasileiro, os principais medicamentos à base dessas drogas e utilizados com fins ilícitos são: Androxon® Durateston®, Deca-Durabolin®. Porém, além desses, existem dezenas de outros produtos que entram ilegalmente no país e são vendidos em academias e farmácias. Muitas das substâncias vendidas como anabolizantes são falsificadas e acondicionadas em ampolas não esterilizadas, ou misturadas a outras drogas.

Alguns usuários chegam a utilizar produtos veterinários à base de esteróides, sobre os quais não se tem nenhuma idéia sobre os riscos do uso em humanos.

Efeitos adversos

Alguns dos principais efeitos do abuso dos esteróides anabolizantes são: tremores, acne severa, retenção de líquidos, dores nas juntas, aumento da pressão sangüínea, DHL baixo (a forma boa do colesterol), icterícia e tumores no fígado. Além desses, aqueles que se injetam ainda correm o perigo de compartilhar seringas e contaminar-se com o vírus da Aids ou hepatite.

Outros efeitos

Além dos efeitos mencionados, outros também graves podem ocorrer:

No homem: os testículos diminuem de tamanho, a contagem de espermatozóides é reduzida, impotência, infertilidade, calvície, desenvolvimento de mamas, dificuldade ou dor para urinar e aumento da próstata.

Na mulher: crescimento de pêlos faciais, alterações ou ausência de ciclo menstrual, aumento do clítoris, voz grossa, diminuição de seios.

No adolescente: maturação esquelética prematura, puberdade acelerada levando a um crescimento raquítico.

O abuso de anabolizantes pode causar ainda uma variação de humor incluindo agressividade e raiva incontroláveis que podem levar a episódios violentos. Esses efeitos são associados ao número de doses semanais utilizadas pelos usuários.

Usuários, freqüentemente, tornam-se clinicamente deprimidos quando param de tomar a droga. Um sintoma de síndrome de abstinência que pode contribuir para a dependência.

Ainda podem experimentar um ciúme patológico, extrema irritabilidade, ilusões, podendo ter uma distorção de julgamento em relação a sentimentos de invencibilidade, distração, confusão mental e esquecimentos.

Atletas, treinadores físicos e mesmo médicos relatam que os anabolizantes aumentam significantemente a massa muscular, força e resistência. Apesar dessas afirmações, até o momento não existe nenhum estudo científico que comprove que essas drogas melhoram a capacidade cardiovascular, agilidade, destreza ou performance física.

Devido a todos esses efeitos o Comitê Olímpico Internacional colocou 20 esteróides anabolizantes e compostos relacionados a eles, como drogas banidas, ficando o atleta que fizer uso deles sujeito a duras penas.

Os principais esteróides anabolizantes são: oximetolona, metandriol, donazol, fluoximetil testosterona, mesterolona, metil testosterona, sendo os mais utilizados no Brasil a Testosterona e Nandrolona.

Fonte: Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas – CEBRID

  • Romam desculpe mas não entendi seu comentário. Abs.

  • ronan

    queria saber c o estigor manda localizado ou c manda normal ele pode c considera uma deca evoluida

  • vcs nao tenham vergona por simesmo

  • vcs nao tenhan vergonha de sair na rua
    me responada email e twiter anahcarolinah@hotmail.com

  • porque vcs tomam essas coisas porque vcs nao tenhan uma vida normal vcs sicerto quando vam sair na rua eles ficam olhando isso e normal

  • xinelo de cotoco

    u kra tem ate teta

  • DEIVES

    Srs
    Sou professor da rede publica estadual em São Bernardo do campo
    E visitei vosso site, achei interessante o tema sobre esteroides e anabolizantes

    Estou há vários meses, procuro profissionais médicos ou pessoas qualificadas para ministrar uma palestra voluntária em minha escola, para jovens do Ensino médio faixa etária entre 15 a 25 anos que praticam exercícios físicos e desorientadamente se envolvem com estas substancias sem saber os riscos que envolvem a sua saúde.
    Este tema foi me sugerido pelos próprios alunos que tem duvidas a respeito. Partindo deste ponto decidi procurar ajuda profissional através de uma parceria voluntária.
    Gostaria de saber se e possível agendar e realizar uma palestra destas em minha escola.
    Se for possível gostaria de um email de contato ou telefone
    Aguardo um contato através deste email
    deivesaline@zipmail.com.br
    Professor Deives

  • Helem Krugeel

    Olha ,
    eu gostaria de encontrar fotos de esportistas e pessoas ( antes e depois ) do anabolizantes , vou
    fazer um trabalho na escola e preciso de muitas inforações mais isso eu ja consegui e agora não estou encontrando o que mais preciso, que são as fotos .
    Peço por favor se alguem encontrar fotos de jogadores antes e depois dos anabolizantes , peço
    que mande essas fotos que encontarem mandarem para o meu imail que é helemkrugel@hotmail.com.
    Obrigada pela atenção !

  • Olá Daniel, obrigado pelo seu comentário. Abraço.

  • Leandro, entendo sua colocação e creio que esta discussão abrange outras formas de análise (psicológica, fisiológica, cultural, etc.). No entanto, além do esporte de alto rendimento atingir menos de 1% da população, existem comitês responsáveis pelo controle de dopping. A busca por um controle mais eficiente, gera novas estratégias para burlar resultados. Existem leis de combate, se são cumpridas é uma outra questão. Não acredito que isto tenha fim. Se existe a consciência dos prós e contras, creio no livre arbítrio, porém com a responsabilidade em arcar com as consequências. No entanto fica a pergunta, qual o futuro dos atletas e não atletas desinformados que sob a perspectiva de de resultados competitivos e estéticos usam destes recursos? Assisti um documentário de atletas da antiga Alemanha Oriental que durante a adolescência utilizaram estes recursos. Algumas já vieram a óbito e as sobreviventes com sequelas irreverssíveis moveram uma ação contra o Estado. Em opinião pessoal sendo no esporte ou na atividade física continuo sendo contra. Obrigado pelo seu ponto de vista, e tenho a certeza que trará uma discussão interessante. Abraço.

  • prof. Leandro Hetka

    ola a todos, tenho certeza que meu comentario não sera muito bem visto, mas os recursos ergogênicos são muito utilizados em diverços campos da atividade fisica, não somente profissionais de educação fisica, mas medicos ortomoleculares tambem os prescrevem.

    sabemos que o uso indevido e abuso podem causar severos danos ao individuo.

    mas sera possivel imginar um concurso de mister universo sem o uso destes recursos? ok muito falam que não usam, fazem exame anti dopping, etc. mas para chegar ao grau de hipertrofia e definição, é pouco provavel que não utilizaram deste recursos e proximo das competiçoes ou atigindo o nivel proposto param seu uso. como seria preparar um atleta sem o uso destes recursos? seria possivel atimgir o mesmo nivel? ou sera que sem estes recursos teriamos um concurso mais justo? se sim…como comprovar que tal participantes nunca fizeram uso dos mesmo, ja que depois de alguns meses não se teria mais traços de tal produtos? isso focando na area da musculaçao, lembrando que os recursos ergogenicos são utilizados em quase todos as areas desportivas. conseguentemente seu uso acaba caindo em mãos dos não atletas.

    não estou incentivando o uso ou fazendo apologia aos mesmos, apenas expondo uma realidade..

  • Daniel Calado

    A Educação Física é uma ciência que vai muito além de uma simples ferramenta ” capaz de Hipertrofiar pessoas”, fato que frustra algumas delas. Aliás, para essas, vale ressaltar que cada ser carrega consigo uma carga genética única, responsável pela determinação de suas características físicas, sendo muito mais prudente aperfeiçoa-las do que ir de encontro a elas. Não se deve promover o uso indevido desses produtos, mas sim, orientar as pessoas sobre os verdadeiros benefícios da educação física.

  • Marcos, obrigado pelo contato. Se puder enviar a matéria ou o site, Agradeço. Abraço.

  • Eduardo, seu comentário vem de encontro com a seriedade que necessitamos em nossa profissão. Quantos garotos sem informações que caem nesta armadilha? Não podemos ser passivos! Muito obrigado pelo contato. Abraço.

  • DIGA NÃO AS DROGAS CAMPANHA DA ACADEMIA WALL STREET FITNESS

    leia a materia em fique por dentro

  • EDUARDO LUIZ FERREIR

    MESMO SABENDO DOS RISCOS QUE CORREM , AINDA HÁ GENTE IGNORANTE QUE FAZ USO DESSES TERRÍVEIS PRODUTOS . É LAMENTÁVEL QUE AINDA HÁ PROFISSIONAIS INCENTIVANDO O USO EM ACADEMIAS POR TODO O BRASIL , O CREF DESSES CAMARADAS DEVERIA SER CASSADO !!!